SISTEMA FINANCEIRO-CAPITALISTA: MAIOR CAUSA DA MISÉRIA DO PAÍS

Prezados (as),


Em 2021, o governo Bolsonaro pagou R$ 407 bilhões de juros da dívida pública e despendeu R$ 305 bi em sua amortização. Gastou R$ 427 bilhões em saúde, educação e assistência social, ou seja, pagou em juros quase o total do que gastou na área social.


É importante entender como esse estelionato humanitário beneficia uma ínfima minoria e desfavorece a imensa maioria da população. De fato, 80% dos títulos estão nas mãos do sistema financeiro, 5% nas mãos da União (FGTS, FAT e outros) e 10% nas mãos de estrangeiros. Portanto, de posse da população, pode estar, no máximo, 5% dessa riqueza e, desse modo, os mais ricos concentram mais riqueza e os mais pobres menos, quase nada. Assim, o usufruto desse mecanismo de remuneração financeira favorece a elite do capital e exclui a grande maioria mais pobre gerando a aviltante concentração de renda e a miséria decorrente. Se considerar, também, a distorção do sistema tributário regressivo, o pobre paga mais e o rico menos, essa desigualdade agrava-se mais.


Obviamente, essa situação leva o país a uma eterna crise e, para minora-la, os governos da elite (Temer, Bolsonaro) adotaram medidas para sacrificar a maioria que pouco ganha através das suas reformas como a previdenciária, trabalhista, sem mexer com os privilégios da elite que é a verdadeira causa. E, obviamente, não resolveram a situação porque não há como tirar de quem nada possui para pagar. Em consequência, saúde, educação, assistência social entram em espiral decrescente de degradação.


A solução passa por duas ações paralelas:

- A mudança do sistema tributário regressivo (O pobre paga mais imposto) para o progressivo (O rico paga mais e deve ser muito mais);

- Revisão do montante da dívida pública e mudança no sistema de remuneração dos juros que, hoje, está favorecendo a mesma ínfima elite;


Bolsonaro defende a continuidade dessa situação de injustiça humanitária. Por isso, destituir esse governo é questão de sobrevivência para os brasileiros.


Referência:

https://averdade.org.br/2022/03/pagamento-de-juros-aumenta-concentracao-de-renda-no-brasil/


César Cantu

São Paulo, 09.04.22

110 visualizações

Posts recentes

Ver tudo